Grupos de estudos

Grupo de estudos encerrados:

 

Grupos de Estudos em Geopolítica

O objetivo do Grupo de Estudos em Geopolítica foi de desenvolver um espaço de discussão e de reflexão em temáticas geopolíticas, principalmente àquelas relacionadas aos conflitos internacionais que afetam diretamente o deslocamento de pessoas no mundo. O foco de estudo nesse semestre será a situação geopolítica da Venezuela.

Segundo dados apresentados pela Organização das Nações Unidas (ONU) Brasil, o fluxo atual de venezuelanos é considerado um dos eventos migratórios mais importantes da América Latina. Cerca de 3,7 milhões de venezuelanos abandonaram seu país nos últimos quatro anos e se deslocaram para países de acolhida, em sua grande maioria, na América Latina. O Brasil é um dos países que vem acolhendo estas pessoas por conta de sua posição geográfica fronteiriça e, atualmente, ocupa a sexta posição no número de entrada de imigrantes. Esse fluxo intenso tem gerado desafios no acolhimento dessa população no Brasil e necessidade de uma maior compreensão do que tem impulsionado esse deslocamento.

Levando em conta que o NEMPsiC tem atuado em projetos de pesquisa e extensão com imigrantes involuntários, dentre eles venezuelanos, torna-se fundamental um a discussão e reflexão das situações geopolíticas que tem gerado esse fluxo migratório.  As discussões foram desencadeadas por materiais disponibilizados previamente ao grupo. Como principais fontes, será trabalhado com textos jornalísticos e notícias, além de produção científica referente ao tema.


Diapositive1
Diapositive1


Grupos de Estudo em Psicanálise

O Grupo de estudos de Psicanálise consiste em um projeto de extensão do NEMPsiC que existe desde 2013, com encontros de duração de 2 horas.

Semestre 2019.2: Abertas as inscrições para o Grupo de estudos de Psicanálise no Semestre 2019.2: realizaremos 6 encontros. O público alvo são estudantes da graduação e pós-graduação em Psicologia que tenham interesse pela temática. Neste semestre, será dada a continuidade da leitura do texto de Sigmund Freud, a saber: “O mal estar na civilização”, iniciada no semestre de 2019/1. 

Horário: 13h às 15h;

Vagas: 15 vagas.

Semestre 2019.1: realizaram-se quatro encontros. O público alvo foram estudantes da graduação e pós-graduação em Psicologia interessados pela temática. O texto escolhido para esse semestre é “O mal-estar na civilização.” (1930) – Obras completas volume 18 – Ed. Companhia das Letras. 

Horário: 13h às 15h;

Vagas: 15 vagas (a coordenação decidiu expandi-lo devido a grande demanda)

Semestre 2018.2: realizaram-se oito encontros. O texto escolhido para esse semestre é O Eu e o ID (1923), volume 16 da Obras de Freud, versão Cia das Letras.

Horário: 13h às 15h;

Vagas: 15 vagas. 

Semestre 2018.1: realizaram-se quatro encontros. Os textos elegidos foram: Além do princípio do prazer (1920), volume 14 e O Eu e o ID (1923), volume 16 da Obras de Freud, versão Cia das Letras.

Vagas: 15 vagas.

Semestre 2017.2: realizaram-se quatro encontros. Os textos elegidos são: “A repressão” (1915)  e “O Incosciente” (1915), disponíveis volume 12 da Obras de Freud, versão Cia das Letras.


Grupo de Estudos em Etnopsiquiatria

O Grupo de estudos em Etnopsiquiatria foi um projeto de extensão que foi iniciado no segundo semestre de 2018,  ocorrendo quinzenalmente às terças-feiras das 10:00hs ao 12:00hs.

A Etnopsiquiatria é umas das teorias que embasa o trabalho já consolidado da Clínica Intercultural, projeto de extensão que oferece atendimento psicológico a imigrantes e refugiados em Florianópolis e região. No entanto, trata-se de uma temática pouco comentada e estudada em profundidade na graduação em Psicologia e outros cursos das áreas humanas e sociais. Deste modo, espera-se através do grupo de estudos em Etnopsiquiatria promover reflexões que contribuam para práxis psicológica nos diversos contextos em aconteça o encontro com a diferença cultural.

Público alvo: Estudantes de graduação e pós-graduação em Psicologia e outras áreas do conhecimento interessados na temática de estudo e/ou intervenções psicossociais com imigrantes e refugiados; comunidade em geral interessados na temática de estudo e/ou intervenções psicossociais com imigrantes e refugiados.

Metodologia: Leituras prévias das bibliografias indicadas; leitura coletiva dos textos ao longo do grupo; discussão coletiva dos textos lidos.

Referências bibliográficas:

BARROS, M. L. de; BAIRRAO, J. F. M. H. Etnopsicanálise: embasamento crítico sobre teoria e prática terapêutica. Rev. SPAGESP, Ribeirão Preto, v. 11, n. 1, p. 45-54, jun. 2010.Disponível:<http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-29702010000100006&lng=pt&nrm=iso>.

CECCARELLI, P. R. Contratransferência cultural e método clínico. Rev. latinoam. psicopatol. fundam.,  São Paulo , v. 19, n. 4, p. 707-719,  Dec.  2016 .   Disponível: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S141547142016000400707&lng=en&nrm=iso>. access on  20  Aug.  2018. http://dx.doi.org/10.1590/1415-4714.2016v19n4p707.9.

DEVEREUX, G. A Etnopsiquiatria.Análise Psicológica,v. 4, n. 1, p. 521-625, 1981. Disponível em <http://repositorio.ispa.pt/bitstream/10400.12/5619/1/1981_4_521.pdf>

FANON, F. Em defesa da revolução africana. Lisboa: Sá da Costa, 1969.

DEVEREUX, G. Ensayos de etnopsiquiatria general. Barcelona: Barral, 1973.

LAPLANTINE, F. Aprender Etnopsiquiatria. São Paulo: Brasiliense, 1998.

PUSSETTI, C. Migrantes e saúde mental: a construção da competência cultural. Lisboa: ACIDI, 2009.


Grupo de Estudos em “Passagem ao Ato”

O Grupo de estudos sobre o conceito de “Passagem ao ato” é um projeto de extensão, construído em 2017, que tem como objetivo discutir textos psicanalíticos que auxiliem na compreensão do conceito de passagem ao ato, base teórica utilizada nas pesquisas sobre homicídio e suicídio realizadas no Núcleo de Estudos sobre Psicologia, Migrações e Culturas (NEMPsiC).

Semestre 2018.1: realizaram-se quatro encontros, com duração de 2 horas.

Horário: 13h às 15h; 

Textos trabalhados:

1 – “As Atuações (Actings)” – Zimerman, D. E. (1999) In: Fundamentos psicanalíticos: teoria, técnica e clínica. Porto Alegre: Artmed.

2 –  “Recomendações aos médicos que exercem a psicanálise” ( 1912) –  Freud, S. Obras Completas, volume 10. 

3 –  “A dinâmica da transferência” (1912) – Freud, S. Obras Completas, volume 10.

4 – “Recordar, repetir e elaborar” (1914) –  Freud, S. Obras Completas, volume 10.

5 – “Luto e Melancolia” (1915) –  Freud, S. Obras Completas, volume 12. 

6 –  “Inibição, sintoma e angústia” (1926) –  Freud, S. Obras Completas, volume 17.

7 – “Violência e evolução afetiva humana” –  Bergeret, J. (2004) In: Psicologia Patológica: Teoria e Clínica. Lisboa: Climepsi.